15 de ago de 2011

Agrotóxicos x Orgânicos

O Brasil é o país que mais utiliza agrotóxicos no mundo e isso demonstra a atual forma de produção de alimentos adotada pelos nossos agricultores. Mas infelizmente muitos dos efeitos colaterais do uso dos defensivos agrícolas são camuflados. São comuns danos às águas subterrâneas, ao próprio solo, além de prejuízos à saude dos animais, dos próprios agricultores e, claro, de nós, consumidores. E como se pode observar no vídeo abaixo, há registro da presença de agentes tóxicos dos defensivos agrícolas até mesmo no leite materno:



Esse é um trecho do filme de Silvio Tendler que denuncia os efeitos adversos dos agrotóxicos (para ver o filme inteiro clique aqui). O interessante desse trecho é a fala da senadora e presidente da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil, Kátia Abreu. Segundo a parlamentar, o modelo de produção orgânico não seria capaz de sustentar a demanda de alimentos do Brasil e que as pessoas mais pobres deveriam sim consumir alimentos com agrotóxicos.

É certo que atualmente os alimentos orgânicos chegam com preços mais elevados do que os alimentos tradicionais, mas seus benefícios a longo prazo são incomparáveis, uma vez que diversos elementos presentes em agrotóxicos se acumulam no organismo humano causando diversos desequilíbrios, a exemplo de infertilidade e até mesmo câncer.

Atualmente os agricultores que optam pelo modelo orgânico de produção ou mesmo a agroecologia e permacultura vêm atingindo cada vez mais produtividade e competitividade frente aos alimentos tradicionais. E os grandes supermercados vem dado bastante destaque às prateleiras e gôndolas de produtos orgânicos, além de serem cada vez mais comuns as feiras de produtores e cooperativas que disponibilizam seus produtos em diversos pontos das cidades.

Há, inclusive, diversas pesquisas que demonstram que os consumidores têm optado por alimentos produzidos de modo orgânico, apesar dos preços mais elevados, tendo em vista os benefícios a longo prazo para sua saúde e também para o meio ambiente.

O importante, afinal, é que haverá espaço tanto para os produtos tradicionais quanto para os orgânicos, restando ao consumidor, indiferente de sua classe social ou nível de informação, a opção final, pesando os prós e contras das duas modalidades de alimentos.


Links:
Lista de locais de venda de produtos orgânicos em Brasília.
Filme "O mundo segundo a Monsanto", de Marie-Monique Robin.
Slowfood Cerrado



Nenhum comentário:

Postar um comentário